Arquivo da categoria ‘Estudo da Palavra’

A Oferta da Viúva Pobre

viuva-pobre

“Jesus sentou-se em frente do lugar onde eram colocadas as contribuições, e observava a multidão colocando o dinheiro nas caixas de ofertas. Muitos ricos lançavam ali grandes quantias.
Então, uma viúva pobre chegou-se e colocou duas pequeninas moedas de cobre, de muito pouco valor.
Chamando a si os seus discípulos, Jesus declarou: “Afirmo-lhes que esta viúva pobre colocou na caixa de ofertas mais do que todos os outros.
Todos deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver”.
Marcos 12:41-44

Ofertar é DAR. E a viúva deu 2 leptons (o lepton era a menor moeda grega, era feita de cobre, moeda de pouquíssimo valor) , talvez na hora de se usar esta moeda pouca coisa se faria com ela. Mas diante de Deus foi uma grande oferta. “Se o dinheiro não for teu servidor, ele será o teu mestre” (Francis Bacon)

Jesus explica o porquê:

–         Todos deram do que sobrava.

–         Ela deu tudo o que tinha para seu sustento (100%)

Nosso dinheiro tem duas finalidades: Sustento e Semear.

Aqui nos aprendemos 3 princípios para ofertar:

1) Amor

–         Ninguém a mandou, dar tudo. Ela ofertou livremente.

–         Era algo espontâneo, honrando a Deus e sua obra

–         Deu por amor a Deus e seu reino

2) Fé

–         Ela deu tudo, não ficou com nada, nem para o seu sustento

–         Jesus não demonstra nenhuma pena dela. Ele sabia que a mulher estava acionando um princípio poderoso de Deus para o seu suprimento: a Fé.

–         Dar quando se tem muito é fácil. Dar do que sobra é mais fácil ainda.

–         Mas dar quando se tem necessidade exige fé.

–         Isto significa confiar mais em Deus do que nas riquezas.

–         É ter fé que Deus proverá o meu sustento.

3) Sacrifício

Na bíblia o conceito de oferta está ligado à idéia de sacrifício. Não devemos ofertar a Deus o que não significa nada ou não vale nada para nós.

–         Se as nossas contribuições não nos expõem ao sacrifício, ainda não atingimos o padrão ensinado por Jesus.

–         A viúva estava disposta a passar privações para que outros não passassem.

Lembre-se: Você é o Alvo do Amor de Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Fonte: https://estudos.gospelmais.com.br/a-oferta-da-viuva-pobre.html

Anúncios

“Fingiu que não sentia, fingiu que não doía, fingiu que não se importava. Sem ao menos ter tomado uma dose de verdade, se afogou em seus fingimentos.” Leo Fialla

ore

O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Romanos 12:9

Sugestão de Leitura: Romanos 12

Pessoal, o Blog foi criado de uma vontade imensa de fazer alguma coisa, de sair do comodismo cristão, e levar a mensagem jovem ao jovem através da web.

Com o tempo, o autor aqui (EU) fui passando por vários momentos de minha vida, e nadando em meus pensamentos surgiam os posts.

Espero que vocês tenham gostado e que continuem gostando de ler e de buscar ainda mais a Deus!

Quanto a novidade, vocês terão um novo autor no Blog JC, o Gustavo, grande amigo e um irmão em Cristo! Espero que vocês se identifiquem com os textos dele, que diga-se de passagem, ele adora uma polêmica e por vezes ficamos horas discutindo, quase sempre chegamos a um consenso. HEHEH

Então, assim como eu, espero que vocês deem boas vindas a esse novo amigo de vocês na fé. Não esqueçam de comentar, de instigar, de aprender, de ensinar, de contribuir, relatar….

GRANDE ABRAÇO.

IVAN RB.

SEJA-DIFERENÇA

santidade

Santidade tem sido um termo falado e pregado em muitas igrejas, faz parte de rodas de conversas de irmãos em Cristo… 
Quantas vezes você já falou de santidade, com um brilho no olhar em querer seguir a Deus, se entregar totalmente a uma fé viva…
Mas… quando você olha pra dentro de si, não é aquele alguém que Jesus se orgulharia em fazer uma morada, você se sente um pecador, e até cai uma lágrima pelo canto do olho, e ainda assim você enxuga-a antes que o vejam, dá um sorriso e finge que nada aconteceu.
Que Deus nos dê a força necessária para que nossas lágrimas sejam sinceras, nosso arrependimento seja verdadeiro, e nossos sorrisos constantes… e nossa luta não seja frustrada, mas que sejamos fortes, persistentes, sabendo que mesmo abatidos não estamos desamparados, e que tudo vai dar certo… confiando, obedecendo e tendo fé em Deus!

 

deus-preferiu

por Tommy Poarch

O reino de Deus na Terra é um reino celestial. O evangelho de Mateus usa a expressão “reino dos céus” mais de trinta vezes. Quase todas as vezes se refere ao reino que está próximo.“Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus” (Mateus 3:2).

Jesus pregou a maravilhosa mensagem da chegada iminente do reino. “Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo” (Mateus 4:23). A palavra de Deus e a palavra do reino podem ser usadas indiferentemente. “A todos os que ouvem a palavra do reino e não a compreendem, vem o maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho” (Mateus 13:19; veja Lucas 8:11). Os discípulos são guiados pela “doutrina dos apóstolos” (Atos 2:42), porque Deus lhes deu a obra de ordenar a vontade do céu sobre os cidadãos do reino na terra (veja Mateus 18:18). E por essa razão, Jesus disse aos seus discípulos: “Assim como meu Pai me confiou um reino, eu vo-lo confio” (Lucas 22:29).

O domínio do Rei Jesus Cristo chegou às mentes e corações do povo de Deus durante o primeiro século. E lhes disse: “Em verdade vos afirmo que, dos que aqui se encontram, alguns há que, de maneira nenhuma, passarão pela morte até que vejam ter chegado com poder o reino de Deus” (Marcos 9:1). Homens e mulheres ouviram a mensagem do reino e se tornaram cidadãos do reino do Senhor. “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Colossenses 1:13).

O reino dos céus na terra não é um reino terrestre. Jesus disse: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui” (João 18:36). O que significa “não é deste mundo”? “Interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, Jesus lhes respondeu: Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! Porque o reino de Deus está dentro de vós” (Lucas 17:20-21). “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Romanos 14:17).

O que é o reino? Reino, basileia, significa monarquia, império, poder real, domínio. Portanto, o governo do céu chegou à terra. Mas o reino celestial não é como os reinos mundanos. O governo de Deus se dirige ao coração (espírito) do homem. Deus governa seu povo em seu Filho pela persuasão moral que é dada através de escritos sagrados, a Bíblia. Os cidadãos do reino são aqueles que renasceram. “A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus…Em verdade, em verdade te digo: Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus” (João 3:3,5). “Tendo purificado a vossa alma pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente” (1 Pedro 1:22-23).

Os cidadãos do reino de Deus deixam que a palavra dele tenha domínio sobre suas vidas. Eles seguem a Bíblia e formam hoje, coletivamente, o território da nação de Deus. Assim, nesse sentido, eles são o território que Deus governa. Eles não têm autoridade, pois todo o governo e domínio pertencem a Cristo. “Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra” (Mateus 28:18). Assim, quando se olha para a palavra reino, deve-se primeiro estar se lembrando do rei que governa.

A igreja forma o território do governo espiritual de Cristo. O que significa igreja? A assembléia de cristãos que foram libertados das trevas do pecado pelo sangue de Cristo. A igreja e o reino são intimamente ligados, mas não são palavras sinônimas. Reino destaca o governo do Rei. Igreja salienta o povo de Deus que está sob o governo de seu Senhor e Rei, Jesus Cristo.

Salmos 27-9